O que é frugivoria

Frugivoria é o ato de comer frutos. Animais que se alimentam de frutos são considerados frugívoros. Alguns frugívoros têm sua dieta baseada quase que inteiramente em frutos, ao passo que outros possuem uma dieta mista, em que frutos compõem apenas uma fração do cardápio. Dentre os animais, os vertebrados formam um conjunto importante de frugívoros, sendo que as aves e mamíferos são os grupos com maior número de espécies frugívoras. Algumas espécies de peixes e répteis também se alimentam de frutos, mas entre os anfíbios a frugivoria é quase inexistente.

A frugivoria é uma relação importante tanto para os vertebrados como para as plantas de cujos frutos se alimentam, pois ambos se beneficiam: os frugívoros obtêm principalmente água e nutrientes dos frutos que consomem, ao passo que as plantas têm suas sementes dispersas por estes animais. Esse tipo de relação, que confere benefícios mútuos aos participantes, é conhecido como mutualismo.

Para que um frugívoro disperse legitimamente as sementes dos frutos que consome, ele não pode danifica-las com seus dentes ou no seu estômago. A polpa e as demais partes carnosas do fruto são digeridas para obtenção de energia, mas as sementes, protegidas geralmente por um envoltório resistente, são transportadas no interior do frugívoro e posteriormente eliminadas inteiras nas fezes ou regurgitadas pela boca. Em alguns casos, algumas plantas desenvolveram frutos adaptados ao transporte externo pelo frugívoro (epizoocoria), como por exemplo, os frutos providos de estruturas aderentes (picões, carrapichos), que se fixam ao pelo dos mamíferos terrícolas. Contudo, o modo mais freqüente de dispersão de sementes por vertebrados é o transporte interno no tubo digestório do frugívoro (endozoocoria).

Embora diversos grupos de animais invertebrados também possam se alimentar de frutos, tais como moscas e besouros, somente algumas espécies de formigas estabeleceram uma relação mutualística com as plantas, sendo capazes de dispersar as sementes de várias espécies de plantas.

O mutualismo entre as plantas que produzem frutos (angiospermas) e os vertebrados frugívoros teve origem há milhões de anos atrás e alcançou seu desenvolvimento máximo nas florestas tropicais do globo, ambientes que possuem hoje uma grande riqueza de espécies desses dois grupos de organismos. A frugivoria e a dispersão de sementes são processos extremamente importantes na natureza, pois deles depende não só a sobrevivência dos vertebrados frugívoros, como também a manutenção dos ciclos reprodutivos de muitas espécies de plantas. Sem a dispersão de sementes efetuada por inúmeras espécies de aves, primatas, morcegos, marsupiais e outros animais, a regeneração natural das florestas estaria comprometida, pondo em risco o delicado equilíbrio que sustenta estes frágeis ambientes.


© LIVEP - Unicamp - wesley@unicamp.br